Apontamentos sobre o seminário de Redes Sociais da INFO Exame: os portais e a cauda longa

(Na imagem, representantes do UOL, IG, Terra e Yahoo! Foto: InfoExame)

Participei nesta segunda do Seminário INFO Exame de Redes Sociais. O encontro buscou debater como as redes sociais mudam a forma como as empresas se comunicam com os consumidores e vendem os seus produtos.

Ou seja, foco total em publicidade, marketing e propaganda pensados especificamente para redes sociais como Orkut, Facebook, MySpace e outros.

O evento reuniu muita gente interessante e outras nem tanto. No geral, valeu muito a pena estar presente. Há ecos do seminário no Twitter, em blogs e no próprio site da Info.

Concentro-me aqui em dois pontos que foram discutidos na mesa “Os portais e o desafio da cauda longa” (foto acima).

Vamos lá:

1 – O que os principais portais brasileiros estão fazendo ou planejando em termos de redes sociais?

  • A estratégia do Terra é estimular o usuário a criar conteúdo e também a “rankiar” conteúdos de outros usuários. O Terra acredita que o processo deva ser moderado, sempre. Filtro, moderação, validação, consolidação são necessários segundo Paulo Castro, diretor-geral do Terra. A justificativa é a manutenção da credibilidade e qualidade do conteúdo. O diretor do portal citou o Sonora como exemplo.
  • O UOL não deixou muito clara a sua estratégia. Marcelo Epstejn, diretor-geral do portal, comentou redes sociais de um modo amplo e citou o UOl Mais como o exemplo de rede social do portal. 
  • Guiherme Ribenboim, presidente do Yahoo! Brasil, disse que neste segundo semestre o portal vai lançar o Yahoo!Post, uma espécie de “curadoria de blog”. Também está previsto o lançamento de uma rede social de futebol. “O Yahoo! esta se socializando”, disse Guiherme.
  • O IG acabou de lançar uma plataforma de Blogs baseada no WordPress. Caio Túlio Costa, presidente do portal, disse que “o modelo de negócio dos portais se enriqueceu com a possibilidade de integrar redes sociais e quem descobriu isso foi o Google”.


2 – Qual perfil profissional os portais buscam?

  • “Buscamos profissionais flexíveis que consigam se adaptar às mudanças tecnológicas constantes”, Paulo Castro, Terra.
  • “Queremos pessoas com senso de pragmatismo”, Marcelo Epstejn, UOL.
  • “É tão difícil encontrarmos o perfil que queremos que acabamos usando as nossas próprias ferramentas e redes sociais para contratarmos. Já usamos o Flickr para isso. Se o profissional usa a ferramenta, saberá trabalhar para melhorá-la”, Guilherme Ribenboim, Yahoo!.
  • “Temos dois programas de treinamento, um para jornalistas e outro mais para pessoal de informática. Os jornalistas que chegam não estão preparados para trabalhar no meio online”, Caio Túlio Costa, IG.

 

(DaniBertocchi)

Advertisements

4 thoughts on “Apontamentos sobre o seminário de Redes Sociais da INFO Exame: os portais e a cauda longa

  1. Estive no mesmo seminário. Realmente a parte comentada foi uma das melhores e mais significativas, mesmo assim senti uma relutância em discutir na prática as ações dos portais. Normal, tendo em vista a proteção de suas estratégias… 😉 Impressionante como o pessoal do Yahoo está sempre mais disposto a comentar sobre suas ações do que os outros grandes portais brasileiros.
    No mais, notei um forte apelo à palavra “relevância” que surgiu em vários momentos durante o seminário. Nada novo, mas sempre bom lembrar que é a relevância que faz a diferença em ações nas redes sociais. Se você é relevante, consegue penetração.

  2. O Eduardo tem toda a razão: “relevância” foi um dos conceitos mais usados pelos palestrantes.

    O conceito de relevância, por si só, não diz muito: “aquilo que é importante”.

    Mas para quem? Para a empresa? 🙂

    Penso que eles queriam dizer que um projeto desenvolvido para rede social deve ser super bem planejado e fazer muito sentido para aquela comunidade.

  3. Olá, Dani, estive também no seminário, senti que vi lá “mais do mesmo”, mas concordo que foi importante ver as pessoas debatendo o tema. Destaques em minha opinião: a palestra (um tanto ácida) do Wagner Martins da Espalhe e o debate entre os big ones dos portais. Relevância, presença e marcas sequestradas pelos usuários foram conceitos bastante difundidos. Apenas reforço aqui a pífia participação das agências: falta ainda acordarem para a web 2.0! Abraços, Carol Terra (http://rpalavreando.blogspot.com)

  4. Olá Dani e colegas comentadores,
    Não estive no evento, mas além do post deste Intermezzo, recebi diversos feeds de outros blogs sobre o mesmo. Realmente, a sensação é bem decepcionante. As pessoas falam de redes sociais, é a bola da vez, mas de verdade mesmo ninguém sabe o que fazer com elas!
    Por exemplo, o Wagner Martins da Espalhe é no fundo palestrante profissional sobre redes sociais, mas já assisti palestra dele em BH, em evento fechado da Petrobrás, e o volume de erros (de dados, informações que resiam relevantes, conceitos e por aí vai) que o moço cometeu não dá credibilidade.
    Num outro painel do evento daInfo os nomes convidados eram todos de blogs tipo oba-oba (me desculpem os autores!), e o nome relevante do painel era o Interney!!!!
    Penso que a própria Info deveria ter sido menos marketeira e mais séria na construção do tema….
    Beijos, Beth Saad

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s