A razão de existir do jornal

Essa reflexão eu faria inicialmente para concordar com o comentário da nossa leitora Priscilla Brossi. Entretanto, a certa altura, eu vi que o assunto renderia um post.

Atualmente, ao invés dos veículos de comunicação investirem em sua qualidade editorial, contratando jornalistas de qualidade e dando condições para que seja realizado um trabalho que aumente a credibilidade e a confiabilidade da publicação, não. Preferem investir em reformas gráficas e campanhas de marketing para que seus produtos jornalísticos feitos por profissionais com pouca experiência recebendo salários parcos e que basicamente copiam e colam as notícias da web vendam cada dia mais.

A crise na m�dia americanaObviamente, reformas gráficas e campanhas de marketing são necessárias e devem ser feitas, mas todo o investimento do jornal não pode ser direcionado exclusivamente para estas iniciativas. Aliás, as últimas pesquisas sobre o assunto mostram que essas decisões não estão conseguindo manter esta audiência, principalmente a dos jornais.

Um jornal que não vê em sua produção noticiosa uma de suas principais fontes de renda tem um sério problema para resolver. Afinal, vejo que esse seria o papel deles em um futuro próximo com uma maior disseminação do jornalismo digital.

Como, em tese, são os veículos de comunicação quem têm no jornalismo sua principal fonte de rendimentos e razão de existência, estes seriam os primeiros a ter recursos financeiros e condições de contratar jornalistas para realizar coberturas diferenciadas. A priori, não vejo esse papel sendo executado, por exemplo, por blogueiros, que, em sua maioria, não possuem dinheiro e tempo para realizar uma investigação sobre os guerrilheiros das FARC, por exemplo. Apesar de que, caso o blogueiro esteja disposto a financiar essa empreitada e despender esforços para isso, obviamente, não vejo problema em que ele a faça.

Entretanto, no caso do blog, essa é uma função facultativa, pois a natureza desse formato e o fato de seus usuários dedicarem geralmente apenas o seu tempo livre a ele são impeditivos para a realização de atividades jornalísticas que necessitam tempo e dinheiro. Por outro lado, para um veículo de imprensa, esse tipo de trabalho deveria ser compulsório, pois foram criados para essa finalidade e diariamente milhares de leitores pagam para que esse tipo de jornalismo seja realizado.

Contudo, me preocupa o fato dos jornais propagarem cada dia mais os brindes que o leitor ganhará ao comprar a edição de domingo ao invés de anunciar a contratação de um jornalista de peso ou a criação de uma equipe dedicada a realizar coberturas especiais.

Agora pergunto, a partir do momento que o jornalismo tradicional não vai além do jornalismo digital em sua condição de veículo pago, qual seria sua função social e razão de existência em um cenário onde a maioria da população teria acesso a internet?

(Atualização: O e-Periodistas, do Ramón Salaverría, também traz um post relacionado a este tema)

Advertisements

4 thoughts on “A razão de existir do jornal

  1. Tem razão. Os jornais precisam investir na qualidade da informação e na cobertura diferenciada e aprofundada. Há tempos fala-se nisso, mas colocar em prática que é bom, nada!

  2. Acho que o marketing ganhou um peso muito grande no mundo atual e isso, é claro, afeta também jornalismo. Mas aí eu pergunto: você compra um jornal para ler o conteúdo noticioso ou para ver propaganda? Claro que é para se informar.
    A realidade é que o jornalismo está em crise com esta questão. O processo todo é complexo, pois se trata de uma mudança na sociedade. Os leitores estão menos críticos e a imprensa investe cada vez menos no que fundamental: uma boa pauta, uma apuração séria e um texto correto.
    Fico aqui pensando: que site noticioso vai investir nisso de verdade?

  3. Boas perguntas tendem a ficar sem respostas. Ainda mais se são feitas num país como Brasil. É uma pena que a realidade nacional seja exatamente como descreveu, mas tenho minhas dúvidas se o jornalismo digital seria capaz de reverter este cenário, ou pelo menos indicar o caminho. Sei que o jornalismo digital já acontece, mas acho ele ainda muito elitista porque nem todos têm acesso e identificá-los é muito complicado. a razão pela qual receio que o jornalsimo digital não “faça acontecer” é justamente quando afirma que o jornalsita independente poderia fazer o papel do bom jornalismo desde que tivesse grana para se sustentar.. e como fazer isso? via gogogle ad sense, buscapé e submarino, não acho viável. poderia até correr atrás dessa grana, lutar por ela, oferecendo serviços,mas assim o conteúdo já ficaria em segundo plano. Um patrocinador? como consegui-lo? os jornalsitas, mesmo os empreendedores, não sabem o caminho e achá-lo pode demorar muito, um tempo talvez que a “velha” mídia descubra que não dá mais para buscar resultados via assine a revista e ganhe uma bolsa. tenho um certo receio, as torço muito por projetos dessa natureza. vejo um caminho para isso; a colaboração, mas quem dará primeiro passo?

  4. Olá, Ceila e Priscilla. Concordo plenamente com vocês. O que eu defendo é que a internet não veio para acabar com nada e sim para agregar. Ainda mais pelos motivos que vocês apresentaram, não vejo como regra para a web o trabalho jornalístico mais profundo e custoso, e sim como exceção. Entretanto, para o jornal essa deveria ser a regra.

    Se a internet não faz esse tipo de trabalho e os grandes jornais também não, vamos pagar o jornal para quê? Por isso eu defendo que os jornais mudem seus focos para as reportagens mais complexas, para os textos analíticos e a contratação de profissionais de renome para que façam valer o dinheiro que damos a eles diariamente, não é? 😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s