O uso de links (Parte I)

O uso de hiperligações externas nunca foi lá muito bem aceito pela maior parte dos sites noticiosos. Já escrevi isto aqui no blog (e também trato do assunto na minha tese de mestrado): dar “o freguês ao concorrente” sempre foi uma prática a ser evitada. Coisa que não acontece nos blogs, por exemplo.

Mas já conhecemos pelo menos duas exceções a esta regra: a versão digital da Folha de S. Paulo e o site do El Mundo. Ambos já fornecem links para sites (direta ou indiretamente) concorrentes.

Hoje, deparei-me com outro caso: logo na home do Expresso Online há um apontamento para um vídeo da CNN.com sobre o atirador que matou ontem 32 pessoas na Universidade Virginia Tech. E sem popup, nem target blank, nem nada, direto mesmo.

É bem capaz que casos assim sejam cada vez mais comuns. Quando se pensa na existência do Google News ou YahooNews, empresas não-jornalisticas que fazem, só com base em links externos, este serviço de aprofundamento informativo para o usuário, fica mais fácil perceber os motivos…

Advertisements

One thought on “O uso de links (Parte I)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s