Ecos da palestra do Prof. Muniz Sodré – III

Se concordarmos com o professor que o futuro do jornalismo digital passa pela densificação narrativa, teremos que concordar, também, com o outro lado da moeda – a narração dos acontecimentos passa a ser uma atribuição de todos presentes na rede – a comunidade.

A grande questão é exatamente o conceito de “comunidade” em ambientes onde predominam os “bios virtuais”. Muniz Sodré afirma que “ainda não se fez um exame detido da palavra comunidade, tal como hoje circula nos textos jornalísticos. No âmbito acadêmico, comunidade pertence a uma linhagem conceitual caracterizada por apelos ao congraçamento e a propostas coletivas, capaz de evocar, junto ao ativismo social, algo como um espírito comum“. Sobre o tema, recomendo seu recente artigo publicado no Observatório da Imprensa.

Assim, poderíamos inferir das afirmações de Sodré que, apesar da emergêcia favorável de um “jornalismo comunitário” ou participativo nos ambientes virtuais, a internet ainda se configura como um espaço de segundo grau quando falamos do estabelecimento de vínculos. Fica difícil estabelecer vículos efetivos – ou vínculos interativos – num espaço onde predominam as possibilidades de anonimato, fantasmagorização de identidades e outras formas de relacionamentos sem identidade. Antes de discutirmos (e até implementarmos) o jornalismo cidadão deveríamos entender em profundidade o que é estabelecer vínculos.

Advertisements

3 thoughts on “Ecos da palestra do Prof. Muniz Sodré – III

  1. Beth,

    Fantásticos estes três posts sobre a palestra do Muniz Sodré na ECA/USP.

    Várias partes do seu texto me chamam a atenção.

    Mas vou me concentrar em e comentar apenas uma: a questão da “densificação narrativa” como saída para o jornalismo digital.

    (Até porque, como você sabe, a narrativa digital é um destes mistérios que me encantam).

    Quando estive em São Paulo, agora em Janeiro de 2007, observei que esta palavra – a tal “densificação” – apareceu em várias conversas.

    Nunca a ouvi por cá, em Portugal. E agora me intrigou vê-la ao lado do termo narrativa.

    A palavra entrou na moda? O que significaria “densificar uma narrativa”? Por que é a solução para o jornalismo?

    Sem querer prolongar a lista de perguntas retóricas e também a etimologia da coisa, isso tudo a mim só faz sentido se pensar que densificar a narrativa é, grosso modo, aumentar o número de indivíduos envolvidos em sua construção (ou seja, tem a ver com quantidade de gente… e então a coisa da comunidade faz todo o sentido).

    Mas isso, nem de longe, note-se, resolveria o problema da *qualidade* da narrativa.

    Se bem entendi…

    Beijos.
    Dani.

  2. Algumas respostas. Primeiro para o Dauro, agradecemos os elogios e a leitura.
    Agora Dani. Não sei se a palavra densificação está na moda, mas está adequada para o momento jornalístico. Penso que ela tem dois significados, muito similares àqueles que eu utilizava em aula sobre “amplitude” e “profundidade” da narrativa digital. Uma primeira visão refere-se à densidade como amplitude e diversidade de produtores de conteúdo – mais fontes, maior a possibilidade do conteúdo abranger múltiplos pontos de vista.
    Já numa segunda visão, que considero também mais “densa”, vamos relacionar com profundidade. Ou seja, o jornalismo no futuro não será reflexo da quantidade de notícias, de seu volume em tempo real, daquela avalanche…..será, sim, resultado da produção de um conteúdo mais contextualizado, menos tempo real e mais profundamente trabalhado. Chegamos com isso à possibilidade de construções narrativas mais trabalhadas, à possibilidade de estruturação de gêneros, a exploração da hermenêutica e não apenas da retórica…..Compliquei?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s