Conversas sobre ciberjornalismo

Convidei o jornalista e fotógrafo Luiz Carvalho, do semanário português Expresso (e do Expresso Online), para falar um pouco sobre a sua experiência com o jornalismo digital aos alunos do quarto ano da licenciatura de jornalismo da Universidade do Minho.O encontro realizou-se neste último dia 29 de Maio, no campus de Gualtar da UMinho, em Braga.

Luiz ocupou o cargo de Editor Multimedia do Expresso Online por 9 meses, entre Setembro do ano passado e Maio deste ano. Foi o responsável por inaugurar a secção de podcasts do jornal e pela criação de algumas reportagens multimedia online.

Uma das partes mais interessantes da conversa que tivemos com ele neste dia foi precisamente sobre as habilidades e competências colectivas que deveriam ser acrescidas ao perfil profissional do jornalista que pretende trabalhar em meios digitais.

Levantamos a questão: o que vale mais: a capacitação tecnológica dos jornalistas (capacidade de lidar com softwares de edição e publicação de textos, imagens e sons digitais) ou o desenvolvimento de habilidades conceptuais e teóricas (e inclusive de reflexões sobre a ética e a deontologia jornalísticas)?

A resposta foi construída pelo convidado e demais presentes ao longo do debate: é preciso um equilíbrio entre os dois pratos da balança. Empobrecedor para nós seria ter que preterir um dos dois aspectos, mesmo porque não são opostos.

Também destacaria uma outra polémica suscitada durante o bate-papo: a de que o ciberjornalismo leva-nos naturalmente à produção de textos (e conteúdos, de um modo geral) mais curtos, concisos, claros e objectivos.

O debate se formou porque parte da platéia concordou que, na verdade, esta é uma demanda do jornalismo de um modo geral, e não especificamente do ciberjornalismo.

Sobre este segundo tópico (o estilo e a retórica ciberjornalísticas), podemos assistir, aqui mesmo no blog, o que Luiz Carvalho disse a respeito.

O vídeo começa com uma pergunta que fiz ao convidado: “A capacidade do jornalista de `bem comunicar´ não permanece igual também para o campo do ciberjornalismo?”

Vejamos o que o jornalista comentou (vídeo de 1´21 min., 3,08 MB):

(Em tempo: a conversa toda foi registrada em vídeo por alunos do curso de Audiovisual da UMinho sob a coordenação do professor Ângelo Peres. Agradeço imenso aos alunos e ao professor pelo trabalho de produção e edição deste vídeo. Um “muito obrigada” também ao Luiz Carvalho por ter se disponibilizado a sair de Lisboa para vir ter conosco, ainda mais num dia de calor tão escaldante).

(Originalmente publicado no blog J&C).

Advertisements

3 thoughts on “Conversas sobre ciberjornalismo

  1. Gostei muito de ver aqui as suas considerações sobre aquela tarde em Braga. Para mim foi uma boa experiência, que turma maravilhosa !beijos a todos, até breve. Luiz carvalho

  2. Aula notável. Parabéns à professora, alunos, convidado e colaboradores. Grande equipe.Beijo,Sônia Bertocchi

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s