Pesquisa semântica para a política

Do Diário de Notícias desta segunda, vale a pena conferir:

» “Um motor de busca semântico capaz de espiar textos em segundos
Um casal de romenos radicado em Portugal há 15 anos desenvolveu em português e em castelhano um tipo de motor de busca semântico (o Tropes), o primeiro a nível mundial, que, além de muitas outras virtualidades, pode tornar-se um verdadeiro quebra-cabeças para os políticos. A capacidade do Tropes permite analisar detalhadamente, em poucos segundos, o que disse o Político A, ao longo dos anos, sobre o assunto B. Mais consegue, nesses mesmos segundos, captar toda a adjectivação que esse mesmo político dedicou à questão em foco. Ou seja, além de quantificar também qualifica. E compara. Um verdadeiro instrumento que pode servir para a “espionagem política”.

» “Análise cognitiva apanha as “manhas” de um discurso
O Tropes nasceu em 1994 com a capacidade para analisar um romance em menos de um minuto. Esta era apenas a sua primeira versão. Um ano depois dá um salto qualitativo, tornando-se num motor semântico, funcionando em seis línguas. Consegue estruturar, condensar e analisar a informação, assentando a sua cadeia de análises numa sequência lógica, concebida para controlar todos os conteúdos que possam ser extraídos de um ou vários textos.

» “‘Le Monde’ e ‘Libération’ privilegiaram a direita
Um dos capítulos deste livro (editado em 1998) que teve no Tropes a sua base de trabalho analisou o discurso político na imprensa escrita a propósito das penúltimas eleições presidenciais francesas. A análise dos dois jornais seleccionados, Libération e Le Monde, revelou que o espaço consagrado aos diferentes candidatos de direita e de esquerda foi sensivelmente o mesmo, ou seja, 2/3 para os mais conservadores e um terço para os mais liberais. Apesar de o Libération ter consagrado um pouco mais de espaço aos candidatos de esquerda (mais 6%) do que o Le Monde, a diferença não é verdadeiramente significativa.

» “A palavra digital” (Miguel Gaspar)
Os investigadores romenos cujo trabalho aqui apresentamos utilizaram a Internet enquanto base de dados para detectar quais as expressões mais comuns, as palavras-chave, do discurso mediático e político. Isto permite-nos conhecer quais os conceitos aos quais os cidadãos estão efectivamente mais expostos. Ou seja, detecta as mensagens dominantes, que ordenam os espaços sociais de discussão. E mostra que no jogo de linguagem da política, que é organizado pelos media, as expressões que contam não designam problemas concretos, mas sim o folclore eleitoral.

Links diretos:
» Barômetro da Imprensa online
» Download do Tropes (software de análise semântica de textos)

(Íntegra também na lista do Intermezzo).

Advertisements

One thought on “Pesquisa semântica para a política

  1. Interessantíssimo, Dani! É possível visualizar uma série de aplicações: no campo do discurso político, acadêmico, da narrativa literária, da pesquisa científica etc..

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s