O espaço e o tempo de um post

Já estava rascunhando um pensamento sobre os assuntos que abordamos no Intermezzo (e como os abordamos) quando o amigo Paulo Rebêlo, também colaborador do blog, postou este comentário: “apesar de concordar que a discussão sobre CFJ é de interesse de todos jornalistas e profissionais envolvidos com comunicação, não sei até onde aqui no Intermezzo tem relevância, por fugir muito da proposta do blog… sei lá”. (Abaixo).

Confesso que parece-me ser um pouco complicado aprofundar certas questões aqui no blog (ou em qualquer outro blog, arrisco dizer). Avançamos até um certo ponto. Depois, entretanto, parece-me que o espaço não dá mais conta de abrigar toda uma sorte de informações, correlações entre informações, análises de informações. Pelo menos não enquanto o assunto ainda está quente. Fico sempre com a impressão de que não houve tempo para decantar tudo isso no curto espaço de um post. E fica no ar essa sensação de que há muito ainda a ser dito. Ou a sensação de que não conseguimos linkar o assunto à proposta inicial do projeto. O caso CFJ é um bom exemplo.

Isso me faz lembrar de um artigo de Julio Borges, editor do Digestivo Cultural, publicado no último domingo no Estadão, e que tem, de certa forma, a ver um pouco com essa questão. (Infelizmente acesso somente para assinantes. Tenho o PDF, caso alguém se interesse). Um trechinho:

“(…) talvez seja um problema da própria Internet e dos próprios blogs. Na urgência de postar logo alguma coisa, idéias são abortadas e nunca voltam a ser retrabalhadas. Na pressa de causar impacto, as opiniões saem levianas e um ponto de vista original — que daria um belo texto, se fosse fundamentado — fica confinado àquele instante e àquelas palavras impensadas…”

Não acredito que estejamos neste nível de “levianismo”. 🙂 De qualquer forma, é assim mesmo: vamos aprendendo a blogar… blogando. 🙂

Advertisements

3 thoughts on “O espaço e o tempo de um post

  1. Puxa, o Julio escreveu exatamente como me sinto. Penso num assunto, quero falar sobre ele, mas em função do tempo escasso, abordo o tema superficialmente, isso quando produzo alguma coisa.

  2. Estive tentado a entrar nos comentários do post de 17 de Agosto (CFJ), mas qualquer outra actividade me levou a esquecer. Ficam, agora, as minhas anotações:1) Noto um desencanto político na mensagem e no comentário sobre a figura de Lula. Uma coisa é estar na oposição, outra é governar (curiosamente, os jornais aqui no meu país dão muitas notícias positivas do Presidente). Em Portugal, eu tive um desencanto semelhante algum tempo depois da mudança eleitoral em finais de 1995,2) Falar do CFJ, no contexto brasileiro, é falar de jornalismo. E a posição de Lula entra no domínio do jornalismo,3) Um blogue deve ser de banda larga e aproveitar os acontecimentos mesmo marginais à sua linha editorial. Tal pode provocar a discussão e a emergência de pontos de vista diferentes. Um blogue colectivo e com espaço para comentários só ganha com a expressão da diversidade,4) Qualquer blogue não escapa ao agendamento dos assuntos, podendo repetir o que outrém disse. Vivemos num contexto social e cultural amplo e somos “levados” a escrever sobre esse envolvimento. Ora, o agendamento (agenda-setting) político e mediático muda quase todos os dias. E a reflexão ressente-se disso, porque não há o tempo todo do mundo para pensar,5) Sobre o formato reduzido das mensagens, creio que o leitor de uma página se cansa se o texto ultrapassar a página de um ecrã. É louvável o esforço do “Intermezzo” em ter textos curtos mas legíveis nessa mesma página do ecrã. Mas não é isso que qualquer jornalista faz, atendendo aos constrangimentos do tempo e do espaço?

  3. Comentando os comentários… :)- Raphael: idem! Idem!- Rogério: fico feliz com as suas visitas e os seus comentários. Sobre o Lula, penso que definitivamente ele não deveria ter chamado os jornalistas de “covardes”. Ser a favor do CFJ é ser corajoso? Ser contra o CFJ é ser covarde? Colocar a discussão nestes termos apenas empobrece o diálogo democrático e em nada contribui para o avanço da questão.Abraço coletivo.Dani./

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s