Saramago e o Jornalismo

Em entrevista à Agência EFE, o escritor português José Saramago disse que “nenhum trabalho é imparcial e não se pode falar da independência do jornalista”. Seguem outras aspas do escritor:

“Acreditar que ‘um fato é um fato’ e que com isto se fecha a porta, que a subjetividade está excluída, é um erro, porque se a linguagem é um exemplo de subjetividade e só com a linguagem se pode explicar um fato, isto já é subjetivo”

“A informação é subjetiva em sua origem, na transmissão e na recepção. A mesma mensagem terá tantos significados quantos forem seus receptores”.

“Que direito tem um senhor ou uma senhora de acreditar que por escrever uma coluna temos que acreditar que o que diz é verdade?”.

“Nenhum jornal rejeitaria a publicidade, por isso é evidente que os jornais servem para vender clientes aos anunciantes, sejam os anúncios grandes ou pequenos.”

“Situado entre o chefe e o patrão, o jornalista passa a melhor parte de sua vida tentando saber se está oferecendo a informação que o “Guia” quer. O jornalista é como um camaleão que tem que disfarçar o que pensa pela cor do meio onde trabalha. De fato ele gostaria de não ter opinião nenhuma, que seria menos doloroso que ter que mudar suas idéias pelas dos outros”.

Saramago disse ainda que a imagem de alguém lendo em uma biblioteca um livro, repassando as palavras, sentindo nos dedos o trabalho do editor, pode se transformar em uma utopia para passar ao pesadelo de alguém sentado sozinho em frente a um computador recebendo toda a informação do planeta. “Isso”, disse Saramago, “é a realidade virtual”.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s