NOTÍCIAS TARDIAS DA COVILHÃ – II Ao longo do Lu…

NOTÍCIAS TARDIAS DA COVILHÃ – II

Ao longo do Lusocom/Ibercom participei mais ativamente do grupo de trabalho intitulado “Novas mídias, novas linguagens”, apesar da agenda apertada, também foi possível assistir a outros grupos como o de Economia da Informação e os de Linguagens e metodologias.

Muito interessante e exemplo a ser mais vezes considerado no ambiente brasileiro foi o conceito, adotado pelos coordenadores do grupo, bastante amplo quanto às linguagens abrigadas pelas novas mídias. Houve uma diversidade bastante criativa acerca das diferentes formas de se comunicar através das mídias digitais. Artes, música, experimentações de convergências narrativas, desenvolvimento de sistemas e algorítmos publicadores predominaram no grupo. Preocupações acerca de narrativas jornalísticas na web me pareceram que ficaram apenas no conjunto dos trabalhos brasileiros.

Deixo em aberto um ponto para discussão: não estaríamos caminhando para o desenvolvimento de experiências no ciberespaço que ultrapassam o nível da notícia pontual? não estaria o jornalismo na web definindo o seu nicho como um complemento de tempo real a outros conteúdos do ciberespaço?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s